Buscar

ÉLODIE BALDWIN


Minha prática foca no assombroso espectro do feminino dentro das teorias freudianas, em especial, o ensaio “O inquietante”. Usando filme e objeto – ressuscitando a inquietante identidade feminina –, eu crio curtas-metragens que propõem colocar o espectro feminino na linha de frente do meu trabalho e desafio a identidade histórica da feminilidade representada no cinema. Sempre me interessei pelo surreal e pelo onírico e representá-los através do ato de narrar como um veículo para impulsionar a narrativa inquietante.


Formação: Graduação em Prática Artística Contemporâneas (Imagem em Movimento) com honra na Escola de Arte de Gray, Universidade Robert Gordon em Aberdeen, Escócia; Certificado Nacional em Arte e Design e Certificado Nacional Superior em Práticas Artísticas Contemporâneas, na Faculdade de West Lothian em Livingston (2014-2016).


voltar